sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Ratos de Porão toca Anarkophobia na íntegra em comemoração aos 25 anos



Lançado em 1991, o álbum Anarkophobia representava um retrato do Brasil à época: crise econômica e política, presidente da república longe da aprovação popular, segurança pública em estado de alerta. Passados 25 anos e o cenário é praticamente o mesmo. Isso faz com que o quinto disco de estúdio do Ratos de Porão seja, ainda hoje, atual e considerado um dos mais importantes e pesados do grupo.

E nesta sexta-feira (30/09) o hardcore vai comer solto no Circo Voador. João Gordo, Jão, Boka e Juninho retornam ao Rio para show único, em que tocarão na íntegra o álbum Anarkophobia. O show terá a participação da banda punk californiana McRad e da brasileira Enterro, que é formada por músicos do Matanza, e faz um metal extremo.

Será uma noite para matar saudade de alguns clássicos do RDP, como “Sofrer”, “Ascenção e Queda”, "Igreja Universal", “Mad Society” e o conhecido cover do Ramones, "Commando".

Capitaneado pelo veterano skatista Chuck Treece - que já tocou com Pearl Jam, Urge Overkill e até Billy Joel -, o McRAD vem pela primeira vez ao Circo mostrar toda a ginga e o veneno do sk8punk californiano. o grupo sonorizou vários daqueles vídeos clássicos da Bones Brigade, virando a trilha sonora de tantas tricks memoráveis e, junto com o Bad Brains – com quem Treece também tocou –, enriqueceu o punk rock inserindo jazz e outras paradas cabulosas no bagulho. Uma honra receber esses mestres.

Já o Enterro mostrará seu Black Metal agnóstico. O grupo é um projeto paralelo de dois dos mais ilustres guerreiros do metal nacional, Donida e China, respectivamente o fundador/guitarrista e o ex-baixista do Matanza. Ou melhor, Doneeda e Kaffer, como são conhecidos após o batismo negro necessário para entrar no grupo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário