quinta-feira, 18 de maio de 2017

Morre Chris Cornell, a voz mais virtuosa do grunge

Morreu na noite desta quarta-feira (17) em Detroit, nos Estados Unidos, o cantor Chris Cornell. Dono de uma das vozes mais expressivas do movimento grunge, Cornell tinha 52 anos e foi vocalista do Soundgarden, Audioslave e Temple of the Dog. A causa da morte ainda não foi revelada, porém a polícia americana já trabalha com a hipótese de suicídio.

Segundo a rede norte-americana CNN, o representante do cantor, Brian Bumbery, disse que a morte de Cornell foi “súbita e inesperada”. O último show do cantor foi na quarta-feira à noite no Fox Theatre, em Detroit, e participaria hoje do festival “Rock the Range”, em Columbus.

Chris Cornell nasceu na cidade de Seattle em 1964. Formou o Soundgarden em 1984, junto do guitarrista Kim Thyail e do baixista Hiro Yamamoto. A banda se tornou expoente do movimento grunge durante os anos 90, ao lado de bandas como Nirvana e Alice in Chains. Paralelo ao trabalho com o Soundgarden, em 1990, Chris Cornell, criou o Temple of the Dog, como um tributo a Andrew Wood, vocalista do Malfunkshun e do Mother Love Bone. A formação contava com os futuros membros do Pearl Jam, Stone Gossard na guitarra rítmica, Jeff Ament no baixo (ambos ex-membros do Mother Love Bone), Mike McCready na guitarra solo, Matt Cameron na bateria e Eddie Vedder.

Cornell também foi um dos fundadores do Audioslave, com outros três integrantes do Rage Against The Machine: Tom Morello, Tim Commerford e Brad Wilk. Em 2010, após ter passado um período em carreira solo, voltou a cantar com o Soundgarden.

Cornell esteve no Brasil em dezembro do ano passado para shows no Rio de Janeiro, em São Paulo e Curitiba.


Nenhum comentário:

Postar um comentário