sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Ratos de Porão toca Anarkophobia na íntegra em comemoração aos 25 anos



Lançado em 1991, o álbum Anarkophobia representava um retrato do Brasil à época: crise econômica e política, presidente da república longe da aprovação popular, segurança pública em estado de alerta. Passados 25 anos e o cenário é praticamente o mesmo. Isso faz com que o quinto disco de estúdio do Ratos de Porão seja, ainda hoje, atual e considerado um dos mais importantes e pesados do grupo.

E nesta sexta-feira (30/09) o hardcore vai comer solto no Circo Voador. João Gordo, Jão, Boka e Juninho retornam ao Rio para show único, em que tocarão na íntegra o álbum Anarkophobia. O show terá a participação da banda punk californiana McRad e da brasileira Enterro, que é formada por músicos do Matanza, e faz um metal extremo.

Será uma noite para matar saudade de alguns clássicos do RDP, como “Sofrer”, “Ascenção e Queda”, "Igreja Universal", “Mad Society” e o conhecido cover do Ramones, "Commando".

Capitaneado pelo veterano skatista Chuck Treece - que já tocou com Pearl Jam, Urge Overkill e até Billy Joel -, o McRAD vem pela primeira vez ao Circo mostrar toda a ginga e o veneno do sk8punk californiano. o grupo sonorizou vários daqueles vídeos clássicos da Bones Brigade, virando a trilha sonora de tantas tricks memoráveis e, junto com o Bad Brains – com quem Treece também tocou –, enriqueceu o punk rock inserindo jazz e outras paradas cabulosas no bagulho. Uma honra receber esses mestres.

Já o Enterro mostrará seu Black Metal agnóstico. O grupo é um projeto paralelo de dois dos mais ilustres guerreiros do metal nacional, Donida e China, respectivamente o fundador/guitarrista e o ex-baixista do Matanza. Ou melhor, Doneeda e Kaffer, como são conhecidos após o batismo negro necessário para entrar no grupo.


terça-feira, 27 de setembro de 2016

Assista "Moth Into Flame", novo clipe do Metallica

O Metallica lançou mais um clipe de seu aguardado novo álbum. "Moth Into Flame", mostra que em "Hardwired...To Self-Destruct", o quarteto resolveu mesmo revisitar as suas raízes oitentistas.
Com seis minutos de duração "Moth Into Flame" é uma música pesada e com passagens melódicas, solos líricos.

Veja o clipe:

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Móveis Coloniais de Acaju encerra atividades

A banda brasiliense Móveis Coloniais de Acaju anunciou na madrugada desta segunda-feira (26) uma "pausa por tempo indeterminado" nas atividades do grupo que foi criado há 18 anos no Distrito Federal. Na nota, o grupo anuncia que ainda vai realizar uma despedida dos fãs para "encerrar este ciclo" de maioridade musical.

Criado em 1998, o grupo lançou três álbuns de estúdio: Idem (2005); C_mpl_te (2009) e De Lá até Aqui (2013). Leia abaixo o comunicada da banda:

"Olá gente,
Gostaríamos de comunicar que faremos uma pausa com as/nas atividades do Móveis por tempo indeterminado.

Foi bom demais o que construímos com todos. Estamos muito felizes com tudo que conquistamos e a todos que sensibilizamos de alguma forma.
Gratidão eterna a tudo e a todos por esses 18 anos de aprendizado diário e de amor infinito.

Estamos preparando uma despedida para encerrar esse ciclo. Foram muitos anos vivendo emoções coletivamente. Chegou a hora de nos aventurarmos de outras formas. Mas isso não significa que deixamos de nos amar nem de amar essa troca que temos com vocês. Sabemos que vai bater muita saudade. daqui a pouco, mas precisamos passar por isso.

Beijos pra todo mundo e até breve!

André, Jatobá, fabio, Borém, Ofuji, Beto, Esdras, Paulo e Nigro"

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Scorpions comemora 50 anos em forma

Por Carlos Augusto Monteiro

Celebrando 50 anos de carreira, os alemães do Scorpions animaram os fãs no Rio de Janeiro, no sábado (10/9), após uma bem sucedida turnê brasileira que também teve mais três shows em São Paulo e um em Fortaleza.

Além de 2016 marcar o cinquentenário da banda, no sábado (17/09) completaram-se 41 anos de lançamento do álbum “In Trance”, que marcou a entrada do Scorpions no estilo de hard rock que os mantém até hoje, em oposição ao krautrock que a banda executava no início da carreira.

Para continuar na comemoração de datas, lá se foram 31 anos que os roqueiros aportaram em terras brazucas para a primeira edição do Rock in Rio, festival que inclusive foi lembrado pelo vocalista Klaus Meine para demonstrar a alegria de voltar ao Rio de Janeiro. Cidade, aliás, onde a banda já esteve por outras duas vezes, em 1997 (em festival com Dio, Bruce Dickinson solo e Jason Bonham Band) e 2007 (essa em um show um pouco “deslocado” na então HSBC Arena, grande demais para a banda e que contou com um set acústico, participação de Andreas Kisser e percursionistas que empobreceram algumas músicas com sua batucada sem sentido).

Por conta dessa má lembrança da última vinda, a expectativa pelo novo show era grande, visto que a banda passa por ótimo momento, de bom repertório, músicos entrosados e cada vez mais hábeis em seus instrumentos.

Com apenas 10 minutos de atraso, o show iniciou com a queda de um pano ilustrando a capa de “Return to Forever”, inaugurando o espetáculo realmente com um estrondo.

O Scorpions emendou direto nos clássicos “Make it real” e “The Zoo” (de “Animal Magnetism” – 1980) e a instrumental “Coast to Coast” (“Lovedrive” – 1978), que proporcionaram a primeira bela cena dos dois guitarristas Rudolph Schenker e Matthias Jabs no mini-palco à frente de uma passarela, exibindo juntos seus talentos.


Ao mesmo tempo, Klaus Meine empunha uma guitarra e sobe junto com o baixista Pawel Maciwoda na plataforma onde fica o baterista Mikkey Dee, constituindo, junto com o incrível telão, outra bela imagem para os fãs.

Ao fim da canção e sem perder o pique, Meine anuncia então que vão voltar aos anos 70 e sacia os fãs mais antigos com um medley contendo o heavy metal mais rasgado de “Top of the Bill / Steamrock Fever / Speedy's Coming / Catch Your Train”, respectivamente de “In trance” (1975), “Taken by force” (1977), Fly to the rainbow (1974) e Virgin Killer (1976), cumprindo a promessa de comemoração de 50 anos da banda, com músicas de várias épocas.

“We built this house” traz o Scorpions de volta aos anos 2010 trazendo um hard rock mais atual, acompanhado da modernidade dos telões, que, aqui, ilustram também a letra da música para todo mundo cantar junto.

E vamos a mais um momento marcante da carreira do Scorpions com um medley acústico , modalidade com que a banda foi muito bem sucedida em duas ocasiões, no álbum “Acoustica” (2001) e “MTV Unplugged – Live in Athens” (2013).

Nessa parte do show, os músicos vão ao pequeno palco na frente da passarela e executam “Always somewhere”, “Eye of the storm” e o mega-sucesso “Send me an angel”, com refrão cantado a plenos pulmões pelo público.

É aí também que a gente vê que Mikkey Dee, convocado para substituir James Kottak na turnê (ausente por problemas de saúde) já estava super integrado à banda. Mesmo sem tocar instrumento, ele estava ali no pequeno palco pedindo ao público que balançasse os braços para cima ao som das baladas. Situação impensável na sua antiga banda (Motörhead)! Dias depois do show, o Scorpions o anunciou como baterista definitivo.

Os alemães tocam então um dos seus maiores sucessos, “Wind of Change”, aquela do inesquecível assobio e que fala das mudanças que vieram na História com o fim do muro de Berlim. “Dynamite” retoma o peso ao show, que aumenta ainda mais com o cover de “Overkill”, do Motörhead, e Mikey Dee brilhando como sempre.

Segundo Klaus Meine, tocar uma canção do Motörhead foi um pedido do próprio baterista e o Scorpions escolheu qual seria. As imagens no telão de Lemmy Kilmister, morto de câncer no final do ano passado, emocionam os headbangers.

E tome clássicos, com “Blackout” (com direito à guitarra que solta fumaça de Rudolph Schenker) e “No one like you”,que, junto com “Dynamite”, são todas do mesmo disco, “Blackout” (1982).

Ainda recuperando o fôlego, a plateia recebe na cara um grande sucesso da fase mais “farofa” da banda: “Big City Nights”. As imagens de uma grande cidade aparentando Tóquio, no telão, e uma mulher dançando sensualmente evocam todas as sensações e tentações de uma cidade grande.

É chegada a hora de sair do palco e esperar o chamado da galera para o bis. Mas todos os momentos menos óbvios já tinham passado e não há mais surpresas. Por isso, vamos agora então às sempre presentes “Still loving you” e “Rock you like a hurricane”, sempre ótimas de serem ouvidas ao vivo.

Aos últimos acordes de “Hurricane”, o sorriso nos rosto dos integrantes e na plateia mostram que os Scorpions deixaram uma ótima impressão. Foi o fim da turnê brasileira, “neste ano”, conforme assegurou Klaus Meine. Dessa vez, ficou claro que despedida de carreira não é mesmo uma realidade próxima para estes veteranos do rock.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

25 anos de "Smells Like Teen Spirit"


Neste sábado o maior sucesso do Nirvana completa 25 anos. A faixa de abertura de Nevermind, segundo disco do grupo, foi lançada oficialmente em 10 de setembro de 1991. Produzida pela DGC Records a música mudou completamente a história da banda e do rock nos anos 90.
Ningúem em sã consciencia poderia esperar que aqueles acordes mal tocados - LA DO RE LA RE DO - levariam Kurt Cobain, Krist Novoselic e Dave Grohl para o topo das paradas de sucesso. A música é um dos seus maiores hits do Nirvana e alcançou a sexta posição na lista "Billboard Hot 100", permanecendo como grande sucesso na indústria musical entre 1991 e 1992.

O título da música foi escolhido por acaso. A ideia surgiu após uma amiga de Kurt Cobain ter escrito com spray "Kurt Smells Like Teen Spirit" na sua parede. Para o vocalista aquilo pareceu um slogan revolucionário. No entanto, Cobain descobriu depois que sua amiga - Kathleen Hanna - fez isso porque acha que Kurt cheirava a um desodorante chamado Teen Spirit. Meses depois que o single foi lançado, o líder do Nirvana afirmou que nem fazia ideia que aquilo era uma marca de desodorante.


Outra curiosidade bacana sobre "Smells Like Teen Spirit" é que os figurantes do video clipe oficial foram selecionados com um panfleto na rua. O cartaz pedia que jovens entre 18 e 25 anos comparecessem a um estúdio vestido como um “personagem do colegial”, punks, nerds, formais. Os "atores" deviam estar preparados para permanecer em estúdio por uma longa jornada.


Acredita-se que o single foi tocado ao vivo pela primeira vez em abril de 1991, no registro que segue abaixo.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Zack de La Rocha lança novo single

O vocalista Zack de la Rocha lançou nesta quinta-feira “Digging For Windows”, o primeiro single do seu disco solo. Conhecido por seu trabalho com Rage Against the Machine, o vocalista mantém a mesma linha de composição que o consagrou como um dos maiores nomes da sua geração. "Eu fico olhando para um futuro tão tóxico / No confiança na poeira de uma promessa / não irá marcar o nome em uma cédula / Assim, eles podem ser livres para devorar as nossas opções ".

Ainda sem data prevista para lançamento oficial “Digging For Windows” foi produzida por El-P e traz uma pegada muito mais ligada ao hip-hop do que ao rock. A música possui uma batida concisa. De la Rocha e El-P trabalharam juntos em 2014 em "Close Your Eyes".

Confira abaixo o novo single de De La Rocha.



sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Festival Yo! Music reúne em Brasília os maiores nomes do Rap Nacional

Neste sábado, 3 de setembro, Brasília recebe os maiores nomes do rap nacional durante o festival Yo! Music. O evento mostrará toda a força da cultura hip hop, reunindo MCs, BBoys, grafiti, breakdance e esportes radicais.

Com uma estrutura formada por diversos palcos e cenários inspirados na cultura hip hop, artistas como Racionais MCs, RZO, Black Alien, GOG, Viela 17 e Negra Li marcam presença no evento, que terá, ainda, a participação dos campeões mundiais de skate Bob Burnquist e Sandro Dias. Os dois farão algumas performances de manobras durante as apresentações musicais.

LINE UP YO! MUSIC

Racionais MCs
Negra Li
RZO
Flora Matos
Black Alien
Cone Crew
Costa Gold
Bob Burnquist
Sandro Dias
Viela17
GOG
MV Bill
All-Star Brasil
Felipe Ret
Douglas (Realidade Cruel)
DJ Jamaica
Don Pixote
Gregory
DBS Gordão Chefe
Cronica Mendes
X Câmbio Negro
Família Madá

Serviço
Yo! Music
Estacionamento do Estádio Nacional Mané Garrincha.
Amanhã, a partir das 12h.
Ingressos a R$ 50 (pista) e R$ 100 (front stage) podem ser adquiridos por meio do site www.yomusic.com.br.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Michael Jackson faria 58 anos hoje


Falecido em 25 de junho de 2009, Michael Jackson completaria hoje 58 anos se ainda estivesse vivo.

Mesmo após sua morte, o cantor continua ser o Rei do Pop e um dos artistas que mais vende discos em todo o mundo. O álbum Thriller, de 1982, bateu 30 milhões de cópias vendidas nos Estados Unidos em dezembro de 2015 e, segundo estimativas, já foi comprado mais de 100 milhões de vezes no mundo todo. E o videoclipe da música que da nome ao disco revolucionou o padrão da época, elevando o patamar das produções audiovisuais.

Para matar saudade um pouco do Rei do Pop.






sexta-feira, 26 de agosto de 2016

As duas versões mais pesadas de músicas do Bob Marley

Em uma pesquisa rápida na internet, a gente pode ver várias versões de músicas do Bob Marley. O número de covers de Marley é tão expressivo que, em seu site oficial, há uma área exclusiva para divulgá-los.

Há versões bem famosas, como I Shot The Sheriff, com Eric Clapton, Could You Be Loved, com Joe Cocker, High Tide or Low Tide, com Jack Johnson e Ben Harper, Is This Love, com Rihanna e por aí vai.  Entre os artistas brasileiros, alguns nomes que já gravaram e tocaram Marley estão Gilberto Gil, Elba Ramalho, Renato Russo, Raimundos, além de Rodox (projeto do Rodolfo, ex-Raimundos) e Sepultura. Os dois últimos, aliás, apresentaram as duas versões mais diferentes e e pesadas de músicas do Bob Marley. Sepultura, com War, e Rodox, com Exodus. Confere abaixo.


terça-feira, 23 de agosto de 2016

Liam Gallagher quer uma reunião do Oasis para homenagear os fãs

Com as atividades encerradas em 2009 por conta de desavenças entre os irmãos Gallagher, o Oasis pode estar cada próximo de uma reunião. Recentemente, Liam Gallagher disse à Q Magazine, uma das maiores revistas de música do Reino Unido, que deseja uma reunião da banda como forma de homenagear os fãs. 

Apesar de Liam declarar que não tem vontade de tocar ao lado de Noel, segundo ele a banda poderia fazer uma turnê durante um ano. Para Noel, o reencontro não é tão provável. "Você acha que eu quero estar em uma banda com meu irmão? OLiam precisa mudar. Se o cara não me quer de volta na nossa banda, eu também não quero", confessou.


Guitarrista Marcelo Barbosa lança primeiro single do novo CD

Dancing Heart é o nome do novo single do novo CD do guitarrista Marcelo Barbosa, lançado na web com videoclipe. Batizado de "Nêgo", o disco será lançado no segundo semestre de 2016. "Estou muito orgulhoso do resultado final e agradeço à todos que puderem compartilhar e comentar as suas impressões, juntos chegaremos mais longe", escreveu o músico em sua página oficial. Marcelo Barbosa está acompanhado de Thomas Lang (bateria), Marcelo Sá (violão e guitarra base), Giovanni Senna (baixo), Bruno Wambier (teclados).

O vídeo clipe conta com a atriz Bárbara Albuquerque e tem produção musical assinada por Marcelo Sá, e produção executiva por Marcus Vinicius Cocota. A direção é de Caio Cortonesi.

Confira o clipe abaixo.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

The Kooks confirma shows em São Paulo e no Rio de Janeiro

O The Kooks retornará ao Brasil em outubro para duas apresentações: dias 26 e 27, em São Paulo e no Rio de Janeiro, respectivamente.

Formado por Luke Pritchard (vocal e guitarra), Hugh Harris (guitarra), Peter Denton (baixo) e Alexis Nunez (bateria), o quarteto britânico executará as canções que fazem parte do disco Listen, lançado em 2014. Além das novas composições, a banda liderada pelo guitarrista e por Pritchard revisitará antigos hits, como “She Moves In Her Own Way” e “Naïve”, ambas do trabalho de estreia Inside In/Inside Out (2006).

A primeira passagem do The Kooks pelo Brasil aconteceu em junho de 2009, com a turnê do álbum Konk (2008), antecessor de Junk of the Heart, que chegou às lojas em setembro de 2011 e acrescentou elementos da música eletrônica ao som do quarteto.

The Kooks no Brasil

São Paulo
26 de outubro, às 21h30
Citibank Hall – Av. das Nações Unidas, 17955 – Santo Amaro
Ingressos entre R$ 100 e R$ 600

Rio de Janeiro
27 de outubro, às 21h30
Metropolitan – Av. Ayrton Senna, 3000 – Shopping Via Parque, Barra da Tijuca
Ingressos entre R$ 120 e R$ 600

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Álbum Preto do Metallica completa 25 anos

Lançado em 12 de agosto de 1991, o Black Album ("Álbum Negro") do Metallica completa hoje 25 anos. Quinto disco de estúdio, o álbum que até hoje fomenta o debate entre muitos headbangers é um divisor de águas na carreira da banda. Foi a partir do disco, que traz uma sonoridade mais melódica e comercial, que o Metallica entrou de vez para a lista das maiores bandas do metal mundial. 

Ainda que o disco não tenha agradado em cheio os fãs mais radicais, o Black Album foi responsável por colocar a banda no Rock and Roll Hall of Fame e também garantiu o primeiro Grammy Award. O álbum preto vendeu 15,7 milhões de cópias somente nos Estados Unidos. Das doze músicas, cinco ganharam clipes transmitidos exaustivamente na MTV.

The Black Album: Track Listing:

01. “Enter Sandman”
02. “Sad But True”
03. “Holier Than Thou”
04. “Unforgiven”
05. “Wherever I May Roam”
06. “Don’t Tread on Me”
07. “Through the Never”
08. “Nothing Else Matters”
09. “Of Wolf and Man”
10. “The God That Failed”
11. “My Friend of Misery”
12. “The Struggle Within”

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Plebe Rude e Camisa de Vênus invadem o Circo Voador


No dia 9 de setembro, Plebe Rude e Camisa de Vênus, duas lendas do rock nacional voltam ao Rio de Janeiro para única apresentação no Circo Voador. Nomes essenciais em qualquer discografia do rock nacional, os grupos continuam na ativa e apresentam para os cariocas seus mais recentes trabalhos.

A Plebe Rude vai mostrar as músicas do novo álbum, ‘Nação Daltônica’, que pelo título já mostra que a banda continua com as garras afiadas e a o punch certeiro. Oito anos depois de seu último disco, a Philippe Seabra, André X (remanescentes da formação original), Clemente e Marcelo Capucci inflamam ainda mais o discurso direto e contundente que vai na contramão do “punk ostentação” e mostra que valeu a pena manter intactos os princípios que os tornaram amados e respeitados até hoje. Músicas como ‘Retaliação’ e ‘Tudo que Poderia Ser’ irão figurar ao lado de clássicos como ‘Minha Renda’, ‘Nunca Fomos Tão Brasileiros’ e ‘Brasília’ mostrando que, como disse o mais novo agregado à banda, Clemente, “essa é uma geração que veio para revolucionar a música popular brasileira, pintar de negro a ‘Asa Branca’, atrasar o ‘Trem das Onze’, pisar sobre as flores de Geraldo Vandré e fazer da Amélia uma mulher qualquer".

Já o Camisa de Vênus, com Marcelo Nova e Robério Santana, da formação original, e os novos integrantes Drake Nova, Leandro Dalle e Célio Glouster, comemora os 35 anos de banda. O grupo apresenta sucessos como ‘Bete Morreu’, ‘O Adventista’ e ‘Eu Não Matei Joana D’Arc’, que obrigaram o mainstream a engolir o niilismo punk do grupo, além de outras mais lado B, como ‘A Urna da Obsessão’ e ‘Como no Inferno de Dante’.

Sem dúvida será uma noite memorável. Uma oportunidade para ver de perto duas bandas brasileiras que escreveram parte do rock nacional.

Mais informações clique aqui.

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Integrante da nova geração do RAP do DF, Vias D'Fato lança primeiro single

Junin e Lejow 
Formado pelos MC's Lejow e Junin, o Vias D´Fato acaba de lançar o primeiro single. “Lifestyle” explica o amor pela música e pelo movimento hip-hop, cada vez mais forte no Distrito Federal. A dupla foi criada a partir de batalhas de freestyle e já soma alguns títulos.

“Com 10 anos já escutava GOG e ficava fascinado com o domínio que ele tinha com a palavra. Também ouvia o Viela 17, outro grupo que eu respeito bastante. Mas eu me inspiro bastante no MOVNI e TheGusT MC's e ao mesmo tempo mostro pela minha música que não preciso ser igual, só preciso ser eu mesmo, e buscar sempre crescimento”, ressalta Lejow quando destaca as suas principais influências entre os grupos do Distrito Federal.

A música LifeStyle foi produzida em trabalho completamente independente, no LP Studios. O clipe teve roteiro, direção e fotografia de MC Nauí, da Terceiro Round Produções.

Siga o Vias D'Fato no facebook.

Clique e confira “Lifestyle”:

domingo, 31 de julho de 2016

André Sampaio & Os Afromandinga prepara série de vídeos


Em Turnê no México, André Sampaio & Os Afromandinga lançaram o primeiro teaser da série de vídeos que o grupo preparou com do show no SESC Ginástico ao lado do cantor Lenine. Nesta segunda, dia 01/08, o grupo divulga o video de "Solta a Mandinga!", com direção de Daniel Lôbo Filmes e produção da Casa De Fulô Produções.

E na fanpage o grupo deixou um recado sobre a primeira noite da tour no México: "Primeiro show no México não poderia ser melhor!! Casa cheia e bailante, o Teatro Ocampo foi palco de um encontro lindo e emocionante entre a gente e o público de todas as idades de Cuernavaca! Muchas gracias a todos, en especial a lá secretaria de cultura de Morelos, a Celso Duarte e su equipo e a el Teatro Ocampo e su equipo por todo!! Fue fantástico!! Próximo destino: Ciudad de México!!"


quinta-feira, 28 de julho de 2016

Guns anuncia show extra em São Paulo

Devido à grande busca por ingressos para os shows do Guns N’ Roses no Brasil, que acontecem em novembro deste ano, a empresa responsável pela turnê no país anunciou que um show extra foi marcado para o dia 12 de novembro, no Allianz Parque, em São Paulo – SP.

Com a inclusão da nova apresentação em solo brasileiro, agora, a banda fará seis shows: no Estádio do Beira Rio, em Porto Alegre – RS, no dia 8; em São Paulo - SP, no Allianz Parque, nos dias 11 e 12; no dia 15, na Pedreira Paulo Leminski, em Curitiba – PR; no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro – RJ, no dia 18; e em Brasília, no Estádio Nacional, no dia 20.

Vale destacar que a turnê registra o retorno de Slash, Duff McKagan e Axl Rose na mesma formação, algo que aconteceu pela última vez há mais de 20 anos. Atualmente eles excursionam os Estados Unidos.

Informações sobre ingressos em https://www.ingressorapido.com.br/gunsnrvendas2016/?id=51795#!/tickets

sábado, 23 de julho de 2016

Jason Newsted lança projeto acústico

Jason Newsted, ex-baixista do Metallica, lançou nesta sexta-feira, 22 de julho, o seu novo projeto acústico. O músico participou de um pocket show na Mighty Fine Guitars, loja de instrumentos musicais na Califórnia.  Newsted falou sobre sua decisão de embarcar nesta nova jornada musical três décadas depois que ele se juntou ao Metallica para substituir Cliff Burton.

"Depois de trinta anos de tocar música pesada e viajando ao redor do mundo, eu estive em todo o mundo sobre os tempos de cinco anos e meio, cinqüenta e cinco países. Eu já escalei a montanha e não há mais montanha para ser escalada. Então, dentro do sucesso que tive com o grupo - eu era um membro desse grupo, algo maior do que todos nós; e temos Grammy e o rock And roll Hall da fama e todas essas coisas diferentes, que talvez seja o mais longe que podemos ir nesse tipo de música. E é outra coisa de alguém por sua vez, para se divertir em que a música agora ".

"Eu não posso tocar como Slipknot agora, esses caras são mais pesados ​​e mais rápido do que eu poderia sonhar. Então é assim que eu posso tocar (acústico), e isso é o que vou fazer para o resto do tempo da vida.  Eu sempre quero tocar, eu tenho que tocar no meu cada dia, e se eu não fizer isso, eu vou ficar louco - literalmente. Qualquer um que me conhece sabe que vivo para a música".

Apesar de a direção musical mais descontraída de seu novo projeto, Newsted foi rápido em apontar que ainda gosta de metal mas que seu novo projeto passa a ser seu estilo de música, sem preocupação com o sucesso ou ganhar muito dinheiro.  Newsted e "amigos" não revelados vão tocar em dois shows beneficentes acústicos para Little Kids Rock, que oferece às crianças em distritos escolares carentes com instrumentos e educação musical, em 5 de Agosto e 6 de agosto no Mighty Fine Guitars em Lafayette, Califórnia.

Jason deixou o Metallica em 2001, mas foi introduzido no Rock and Roll Hall of Fame em 2009, junto com o guitarrista/ vocalista James Hetfield, o baterista Lars Ulrich, o guitarrista Kirk Hammett, e o baixista que o substituiu Robert Trujillo.


Cidade FM 102,9 deixa o dial carioca pela segunda vez: o relato emocionado de quem faz parte da história da rádio


Por TioPensamento - DJ e pesquisador musical
https://www.facebook.com/TioPensamento 

Sempre fui apaixonado por música e, consequentemente, por rádio. O rádio tem uma ligação DIRETA com minha formação musical. Algumas rádios fizeram esse papel de formação, como a Fluminense FM, RPC FM, Oi FM, Transamérica, Jovem Pan e a Rádio Cidade.

Destas, a Cidade foi, sem dúvida nenhuma, a maior responsável. Nela eu passei a maior parte do tempo ligado. Foi onde eu conheci bandas novas, aprendi sobre bandas clássicas, passei a entender mais sobre a ligação ouvinte/rádio. Esta mesma Cidade me levou para vários shows, me aproximou de vários membros de bandas, desenhou minha trilha sonora em várias ocasiões. Até que em 2006... A Cidade saia do ar.

Esperei até 00h do dia 06/03/2006, a quebra de protocolo de Serginho Bitenka, MUITO emocionado, trocando a música que deveria tocar e colocando George Harrison, que dizia "All Those Years Ago". Ao acabar, um silêncio. Um silêncio no dial, um silêncio na alma. Havia sumido do dial, a rádio pela qual havia me apaixonado desesperadamente. 

Foi difícil e só com um certo tempo consegui pegar uma afeição pela Oi FM. Mas, mesmo com o passar dos anos, JAMAIS deixei de acreditar que um dia a Cidade voltaria. Segui, acompanhando a Cidade, agora como web rádio, até que um dia, a Oi FM deixa o 102,9FM, o dial SAGRADO. No seu lugar entrou um projeto chamado "A Rádio do Verão", que nada mais era a própria Oi FM, tampando um buraco.

Após este período, a Jovem Pan ocupou o dial, mas ficou pouco tempo, não gerando o retorno financeiro esperado e deixando o dial vago. O que? Os 102,9 vago??? Vamos pilhar, vamos fazer campanha pra Cidade voltar!!! E foi assim. Fizemos uma campanha GIGANTESCA, e, um belo dia, recebo a seguinte mensagem: Conseguimos! A Cidade vai voltar. Foi uma emoção MUITO grande (hoje, escrevendo este texto ainda me emociono ao lembrar ). Fiquei louco, dentro de casa! Não dava para acreditar: A RÁDIO CIDADE IRIA VOLTAR AOS 102,9!!! Junto com esta mensagem, veio uma instrução: Não conta pra ninguém ainda!

Como segurar ??? Como ver a galera pedindo o retorno e não poder responder "Calma, ela vai voltar!!"? Pouco tempo depois, uma nova mensagem: PODE ESPALHAR: Voltamos dia 10/03/2014! Joguei a informação no Facebook e, imediatamente, VÁRIAS pessoas mandaram mensagens perguntando se era real, como era possível, etc.

SIM! ERA REAL! ELA ESTARIA DE VOLTA EM BREVE!!! 

Lembro que meu celular não tinha rádio e comprei um MP3 player destes chineses, só para acompanhar o retorno da rádio. Então, dia 10/03/2014, já liguei o rádio por volta das 6h e sintonizei nos 102,9. Pontualmente, às 7h um coração começa a bater nos meus ouvidos, era ela renascendo... Seguido deste coração, vem a vinheta "Em Brasília 7 horas, agora o bicho vai pegar!!!", logo em seguida, um grito do Paulinho Coruja "E aí galeraaaaa, a Rádio Cidade está de voltaaaaaa" e uma versão de "Aumenta que isso aí é rock n´roll" começa a tocar.

Era o rock voltando aos 102,9! Era a CIDADE voltando, após 8 anos fora do dial sagrado. Acaba a música e, a primeira voz que escuto é a do Serginho Bitenka, o mesmo que havia se despedido do dial, em 2006. Seguido dele, outra lenda: Demmy Morales. E logo depois Paulinho Coruja. Era a mesma galera! Era a Cidade!!! Neste momento, eu, dentro do metrô, não consigo deixar escapar a emoção e rola uma lágrima. Ok, algumas lágrimas.

Neste dia não desgrudei do fone, não desgrudei da Cidade. Como alguém matando a saudade de um ente querido. Rolou de tudo um pouco este dia, inclusive um agradecimento direcionado a mim, vindo do Bitenka, por ter ajudado na campanha do retorno. Que orgulho!!!
No fim do dia dei uma passada no estúdio e QUE FESTA estava rolando. Muita gente na recepção, muita gente nos corredores, todos querendo ver de perto se era verdade. Nos dias que seguiram, foi como voltar ao passado, vários ex-locutores passaram pelo estúdio, aumentando a nostalgia deste retorno: Monika Venerabile, Rhodes Lima, Lia Ester, para citar alguns. A Cidade se solidificou, voltou a crescer, pegou de volta as promoções de shows que deveriam estar com ela desde sempre, recebeu de braços abertos seus ex-ouvintes, colocou o rock novamente do dial carioca!
O que podia dar errado? Era uma das grandes no ibope, em dois anos disparou!!! Até que rolam os primeiros problemas... As primeiras "reformulações": Saem Pamela Renha, Jean, Marcio Mio e Bitenka! Surpresa geral!!! Alguns usaram a crise para justificar, mas infelizmente era bem mais que isso... Um desenho TERRÍVEL estava se formando. Dias depois, anunciaram o término de um dos carros chefes da rádio, o "Hora dos perdidos" e algumas reformulações da programação. Durou 3 dias... No quarto dia uma reunião a portas fechadas selou o destino: Era o fim da rádio Cidade...

Recebi uma nova mensagem na Quinta-feira (21/07/2016), por volta de 9h30, nela uma frase que não gostaria de ter lido JAMAIS: Já era, a Cidade vai sair do dial mais uma vez... Na hora o choque. Não pensei em muita coisa. Com o passar do dia foi caindo a ficha e comecei a perceber o QUÃO grande era o estrago. Até que, por volta de 14h, em seu Facebook, Demmy Morales posta uma foto como Zeca, agradecendo a rádio. Era o fim. A Cidade sai mais uma vez do dial do RJ...

Não culpem a audiência, não culpem o funk, o pagode, a "cena rock" do RJ, NADA disso justifica o arrendamento do dial. A culpa é, ÚNICA e EXCLUSIVAMENTE da gestão. Infelizmente temos empresários gerindo o 102,9 e não amantes do rádio. O valor oferecido pelo grupo Universo (que irá colocar a rádio Mania no lugar da Cidade) foi considerado irrecusável e com isso o martelo foi batido, sem uma consulta aos funcionários, sem uma consulta aos ouvintes, sem uma justificativa plausível que seja.

A cidade deixa o dial após 2 anos e 4 meses, mas sai com a sensação de dever cumprido. Foi feito de TUDO para que, durante este tempo, as coisas estivessem da melhor maneira possível. Deixo meu MUITO obrigado a TODOS os envolvidos no projeto. TODOS. Vocês foram guerreiros. A Cidade deixa o dial, mas segue na web e em nossos corações. E vocês podem ter TODA certeza que, à partir de hoje, recomeço mesmo que de forma acanhada, mais uma vez a campanha #VoltaCidade.

Um dia ela volta. Ahhhhh se volta...

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Temple of the Dog relança álbum de estreia e sai em turnê pela primeira vez

O Temple of the Dog sairá em turnê pela primeira vez para comemorar os 25 anos do único álbum. O quinteto, considerado um supergrupo, é formado pelo vocalista Chris Cornell, do Soundgarden, os guitarristas Mike McCready e Stone Gossard, e o baixista, Jeff Ament, do Pearl Jam, e o baterista das duas bandas, Matt Cameron. Os show acontecerão em novembro, em cinco cidades dos Estados Unidos: Filadélfia, Nova York, São Francisco, Los Angeles e Seattle.

Além das apresentações, no dia 30 de setembro, a UMe vai levar às lojas um relançamento de 25 anos do disco autointitulado da banda, remixado pelo colaborador de Pearl Jam e Soundgarden, Brendan O’Brien. A reedição estará disponível em quatro versões: pacote super de luxo com quatro CDs, vinil duplo, edição com dois CDs e com apenas um CD.

A edição super de luxo e a com dois CDs incluirá cinco sobras de estúdio e sete gravações demo (incluindo duas músicas que não chegaram até as sessões do álbum, “Angel of Fire” e “Black Cat”). O pacote de luxo ainda contará com um DVD recheado de imagens de shows, videoclipes e mais.

Cornell formou o Temple of the Dog depois da morte por overdose do amigo próximo e colega de quarto, Andrew Wood, líder do Mother Love Bone. Depois do luto da morte, ele recrutou os integrantes do Mother Love Bone – Gossard e Ament –, que recrutaram McCready. Finalmente, eles fecharam a formação trazendo Cameron, do Soundgarden.

Mesmo nunca tendo saído em turnê, o Temple of the Dog fez diversos shows ao longo dos anos – primeiro em Seattle, em novembro e dezembro de 1990. Cornell também se juntou ao Pearl Jam no show beneficente de Neil Young, Bridge School, em 2014. O Temple chegou a se reunir brevemente para tocar duas músicas – “Reach Down” e “Call me a Dog” – no Benaroya Hall, em Seattle, em 2015.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Prophets of Rage lança primeira música de estúdio

O Prophets of Rage lançou nesta segunda-feira a sua primeira música de estúdio. Formado por Tom Morello, Tim Commerford e Brad Wilk (Rage Against The Machine), Chuck D e DJ Lord (Public Enemy) e B-Real (Cypress Hill), o grupo sairá em turnê no dia 19 de agosto, com participação do Awolnation.

A música “Prophets of Rage” foi inspirada na faixa de mesmo nome da banda Public Enemy, lançada em 1988, no álbum “It Takes a Nation of Millions to Hold Us Back”. A versão do supergrupo foi produzida por Brendan O’Brien, que já trabalhou com o Rage Against The Machine anteriormente. A estreia televisiva da música será no dia 25 de julho, com uma apresentação no programa americano Jimmy Kimmel Live.

Em mensagem no facebook Brad Wilk declarou: “Em um ano que não esqueceremos tão cedo, ‘Prophets of Rage’ é uma música/banda feita para as inúmeras pessoas que sentem que não possuem mais uma voz num sistema que apenas se importa com poucos. Essa música é um golpe sólido em um mundo entorpecido por pop sem sentido. Estou honrado em estar fazendo música com Tom, DJ Lord, Tim, Chuck D e B Real. E ter Brendan O’Brien produzindo essas faixas é uma ótima combinação. Poder para as Pessoas”. 

Confira “Prophets of Rage” abaixo:

domingo, 17 de julho de 2016

Chimarruts, Rael, Black Alien e Costa Gold se apresentam na Lapa

Rael/ divulgação
Na próxima sexta-feira, dia 22 de julho, o reggae e rap se encontram na Fundição Progresso para a festa “ENCONTRO das TRIBOS”. A edição de férias do festival traz Chimarruts, Rael, Black Alien, Costa Gold, Raízes que tocam, Dub ataque e Modestiaparte.

Há 16 anos, o encontro entre os amigos Rafa, Tati, Sander, Diego, Nê, Vinícius, Emerson Rodrigo e a vontade de formar uma banda deu início ao Chimarruts. Com músicas próprias que retratam o amor e paz, o grupo porto-alegrense, que já emplacou hits nas principais rádios e TVs, promete aos fãs sucessos como “Do lado de cá”, “Meu erro” e “Versos Simples”.

Rael começa a se despedir da turnê homônima ao seu mais recente EP, “Diversoficando”. No repertório estão “O Hip Hop É Foda parte 2”, “Ser Feliz”, “Pré-Conceito”e “Hoje É Dia de Ver”; além de faixas antigas e covers de artistas do qual o cantor é fã. O show tem direção artística do próprio rapper, que se apresenta acompanhado pelo DJ Soares.

Ainda na cena do rap, Gustavo Black Alien traz ao público seu novo trabalho “Babylon by Gus vol.II - No Princípio Era o Verbo”. O segundo disco do cantor conta com 12 faixas autorais e participações especiais de Luiz Melodia, Céu, Edi Rock, Kamau e Parteum. Ao lado de Will Bone (teclado, cordas e sopros), Vitor Cabral (bateria e teclado) e DJ Castro, o ex-integrante do Planet Hemp promete trazer o disco na íntegra e relembrar alguns dos maiores sucessos da carreira.

Formado originalmente por Mateus Pinguim e Leo Flores, o Dub Ataque Sound System é uma equipe independente que produz músicas de reggae e suas vertentes. Em 2014, a dupla lançou o álbum Sound System Cultura de Rua, com o objetivo de fortalecer a cultura reggae sound system no Brasil. Em 2015, Rodrigo Dread se juntou ao grupo.

Batidas instrumentais, que vão do boom-bap ao trap, com influência internacional e nacional, desde o samba de raiz do Brasil até o trap de Atlanta: é esse o som que espera o fã do Costa Gold. O trio Predella, Nog e DJ Cidy tem em seu repertório “155”, “Na Fronteira” e “Doce Veneno”. O boom-rap e trap somados ao rock e reggae também poderão ser contemplados em canções como “Te encontrar” e “Um Segundo” da Modestiaparte (formada por Orochi, Bruno Maquiny e Azevedo). A banda de Nilópolis, Raízes que tocam, formada em 2002, também faz parte das atrações do festival.


SERVIÇO ENCONTRO DAS TRIBOS

ATRAÇÕES: Chimarruts, Rael, Black Alien, Costa Gold, Raízes que tocam, Dub ataque e Modestiaparte.

DATA: 22 de julho, sexta.

LOCAL: Fundição Progresso – Arena (Rua dos Arcos 24, Lapa).

CAPACIDADE: 4000 pessoas.

ABERTURA DA CASA: 22H.

CLASSIFICAÇÃO: 16 ANOS.

sábado, 16 de julho de 2016

Angra lança clipe de cover do Police


O Angra lançou na última semana um clipe para o clássico Synchronicity II do The Police, música originalmente pertencente ao álbum “Sychronicity” de 1983. A versão do Angra havia sido lançada em 2014 como um bônus do último álbum da banda “Secret Garden” e agora ganha sua versão em vídeo. Confira:


sexta-feira, 15 de julho de 2016

Ponto de Equilíbrio apresenta novo show em Madureira

O grupo Ponto de Equilíbrio apresenta um show especial regado a clássicos autorais na Arena Carioca Fernando Torres, em Madureira, no dia 22 de julho, sexta-feira. Músicas como “Jajah me leve” (Hélio Bentes e Lucas Kastrup), “Ponto de Equilíbrio” (Hélio Bentes e André Sampaio) e “Só quero o que é meu” (Lucas Kastrup), já bem conhecidas dos fãs, estão garantidas no repertório. O show traz também uma prévia do novo show da banda, “Essa é a nossa música”, que estreia no Rio ainda este ano.

A pegada roots não impediu que o grupo Ponto de Equilíbrio, formado em Vila Isabel, no Rio de Janeiro, ganhasse popularidade. Fenômeno de público desde sua criação, há 16 anos, e nas redes sociais, a banda tornou-se uma das mais conhecidas do gênero no país, ganhando respeito não apenas no mundo do reggae como no universo pop e MPB.

Formado por Helio Bentes (vocal), Pedro 'Pedrada' Caetano (baixo), Márcio Sampaio (guitarra), Tiago Caetano (teclado), Lucas Kastrup (bateria) e Marcelo Campos (percussão), o grupo já lançou os discos “Reggae a vida com amor” (2004), “Abre a janela” (2007), “Dia após dia lutando” (2010), “Juntos somos fortes” (2013) e “Essa é a nossa música” (2016).

SERVIÇO
Ponto de Equilíbrio em Madureira

Local: Arena Carioca Fernando Torres (Rua Bernardino de Andrade, n° 200 – Parque Madureira)

Data: 22 de julho, sexta-feira.

Horário de Abertura: 21h

Início do show: 22h30

Classificação: 18 anos


INGRESSOS:

1° Lote: R$15 (Esgotado)

2° Lote: R$30

3° Lote: R$40

Ponto de Venda:

- Bilheteria Arena Carioca Fernando Torres

Vendas Online: http://www.compreingressos.com/espetaculos/2210-banda-ponto-de-equilibrio

Informações: (21) 3495-3078 ou 3495-3093

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Você sabe quem é a mãe do Rock?

O rock é cheio de mistérios. E um deles é: quem criou o ritmo que faz sucesso no mundo todo? Mesmo que você já tenha ouvido falar sobre o pai do rock ou o rei do rock, a verdade é outra. E, no Dia do Rock, a cerveja Budweiser mostra a origem para o público. O rock foi criado por uma mulher que não seguiu padrões, que fez o que ninguém fez: Sister Rosetta Tharpe.

Sister Rosetta Tharpe nasceu em 1915, na cidade de Cotton Plant, Arkansas, Estados Unidos, e é considerada por muitos especialistas a mãe do ritmo. Com seu jeito autêntico, ela alcançou grande popularidade nas décadas de 30 e 40, graças à sua mistura única de letras gospel e violão elétrico com o ritmo do rock ainda incipiente na época. Sua música "Strange Things Happening Every Day", gravada em 1944, foi a primeira música gospel a figurar no top 10 da Billboard. Apesar disso, ela nunca teve seu nome gravado no hall da fama.

Com sua atitude, ela inspirou Elvis, B.B King, Bob Dylan, Chuck Berry, Etta Jones, Johnny Cash e Little Richards e outros monstros do rock. Robert Plant, vocalista do Led Zeppelin, inclusive gravou uma música em sua homenagem: Sister Rosetta Goes Before Us.

Em um vídeo que pode ser acessado https://youtu.be/rign_7NQqk0 e na playlist exclusiva no https://goo.gl/tJyEhS, é celebrada a atitude de vanguarda de Sister Rosetta Tharpe e convida o consumidor a celebrar a data lembrando como tudo começou – o início do rock’n’roll.

Hoje é O Dia do Rock!


O Dia Mundial do Rock começou como uma homenagem ao Live Aid, festival que aconteceu em 1985, em Londre. O evento contou com a participação de grandes artistas, como Paul McCartney, Elton John, Mick Jagger, Queen e David Bowie.

O Dia Mundial do Rock é comemorado em 13 de julho, mesma data que as bandas se apresentaram no Live Aid. Nesta data também ocorreu a formação do grupo Rolling Stones, em 1962.

E nesse dia tão especial, o Vitrola separou algumas músicas que nunca saem da nossa playlist. Tem punk, heavy, thrash, rock'n roll. Confere aí!






















terça-feira, 12 de julho de 2016

Plebe Rude prepara surpresa para os fãs no Dia Mundial do Rock


















A Plebe Rude anunciou em sua página no facebook que nesta quarta-feira, 13 de julho, Dia Mundial do Rock, irá fazer uma surpresa para os fãs. O que será?

Raimundos anuncia gravação de DVD acústico

O Raimundos anunciou nesta terça-feira a produção do novo trabalho, o CD e DVD Acústico, que será lançado pela gravadora Som Livre. A gravação será nos dias 17 e 18 de novembro no Teatro Positivo – Grande Auditório, em Curitiba. Entre os convidados especiais estão confirmados Ivete Sangalo, Alexandre Carlo (Natiruts) e Marcão (ex-Charlie Brown Jr).

A banda está trabalhando na pré-produção do projeto, que segundo Digão “será a maior produção que o Raimundos já fez até hoje”. E mais uma vez os fãs irão participar da escolha do repertório através de votação na internet.

A venda dos ingressos começa no próximo dia 21 de julho, a partir das 10horas, por meio do Disk Ingressos – Call-center (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs) e também pelo portal www.diskingressos.com.br.

Confira abaixo o video com o anúncio do novo trabalho:


segunda-feira, 11 de julho de 2016

Paulo Miklos deixa o Titãs




Em comunicado feito na página oficial do Titãs, o grupo informou hoje a saída de Paulo Miklos. Segundo a nota, a saída do vocalista, membro da formação oficial, foi um escolha própria, para que ele se dedicasse a projetos pessoais. Confira abaixo a íntegra do comunicado:

"Os Titãs informam que Paulo Miklos se desliga da banda, por decisão pessoal, para se dedicar a projetos individuais.

Branco Mello, Sergio Britto e Tony Bellotto prosseguem como Titãs, com o apoio da gravadora Som Livre e de seu imenso público, honrando compromissos assumidos e outros que venham a surgir, fazendo shows com as canções que imortalizaram o grupo e criando novas músicas e projetos.

O guitarrista Beto Lee se junta ao baterista Mário Fabre na dupla de músicos especialíssimos que acompanharão os Titãs de agora em diante, nessa nova geração.

Os Titãs, ao longo de 34 anos de uma carreira exitosa, experimentaram várias formações sempre preservando a essência e o vigor de suas canções. Como um organismo coletivo que suplanta as individualidades que o compõem, os Titãs seguem determinados, impulsionados por inquietação e ambição artística, e orgulho das glórias conquistadas."


sexta-feira, 8 de julho de 2016

Plebe Rude celebra 35 anos de estrada




O ano era 1981, Brasília ainda engatinhava e os jovens da cidade tinham pouco o que fazer. Além de estudar, o resto do tempo livre era preenchido com música e festas. No auge da famosa Turma da Colina, na UnB, Phillippe Seabra, Gutje, André X e Jander Bilaphra se reuniram para formar uma das mais promissoras e contundentes bandas do rock nacional. De maneira bem resumida, assim nasceu a Plebe Rude, que hoje celebra 35 anos de atividades, superando modismos e o tempo.


Em 1999, depois de um hiato após o disco Mais Raiva que Medo, a Plebe reuniu sua formação original, com Jander Bilaphra e Gutje e seguiu em turnê até 2003, quando se separaram de vez. Apesar do pouco tempo juntos de novo, foi um presente duplo para os fãs, que puderam ver a formação original de novo reunida e, principalmente, porque serviu para que a banda voltasse a compor e produzir novos álbuns. O último disco, Nação Daltônica, foi lançado em 2014. Traz uma Plebe Rude centrada, mais tranquila, e, de novo, antenada ao que acontece na cena política.

O estilo, com influências de punk rock, punk inglês, new wave, continua a ser singular e atual. Apesar de mais calma, a Plebe continua a ser Rude. Longe do mainstream, Phillippe mantém seu estilo de escrever e cantar verdades, agora acompanhado de Clemente (guitarra e voz), André X (baixo), outro remanescente da formação original, e Marcelo Capucci (bateria).

Vida longa para a Plebe!!!


Discografia Da Plebe Rude
1985: O Concreto Já Rachou (EMI)

1987: Nunca Fomos Tão Brasileiros (EMI)

1988: Plebe Rude III (EMI)

1993: Mais Raiva Do Que Medo (Natasha Records/Sony Music)

1997: Portfólio (EMI) – Caixa

1998: Preferência Nacional (EMI)

2000: Enquanto a Trégua Não Vem (EMI)

2002: Identidade (EMI)

2003: 2em1 (O Concreto Já Rachou e Nunca Fomos Tão Brasileiros juntos no mesmo CD) (EMI)

2001: Para Sempre (EMI)

2006: R ao Contrário (Independente / Outra Coisa)

2011: Rachando Concreto: Ao Vivo em Brasília (Coqueiro Verde)

2014: Nação Daltônica (Independente)

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Filho de Renato Russo produz tributo em homenagem ao pai


Giuliano Manfredini, único filho e herdeiro de Renato Russo, e que comanda a produtora Legião Urbana Produções Artísticas, está organizando um tributo para marcar os 20 anos da morte do vocalista do Legião Urbana. O projeto reúne versões de músicas da banda feitas por novos artistas.

Chamado Viva Renato Russo 20 Anos, o disco tem lançamento agendado para outubro nas plataformas de streaming – como Spotify e Deezer – quanto em CD físico, de maneira gratuita. Entre as bandas escaladas para a coletânea estão Far From Alaska, Supercordas, Republica, além de Codinome Winchester e Uh Lá Lá.

Em comunicado divulgado à imprensa, a Legião Urbana Produções Artísticas afirma que “outros projetos estão sendo desenvolvidos para homenagear o legado deixado por Renato Russo”, citando ainda um filme baseado na letra da música “Eduardo e Mônica”, que está sendo produzido, e uma exposição inédita no MIS (de São Paulo), para 2017.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Stairway to Heaven não foi plágio

Em decisão unânime, tomada pelo grupo de oito homens e mulheres que formavam o júri em um tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos, o Led Zeppelin ganhou nesta quinta-feira (23) o julgamento sobre o suposto plágio do clássico Stairway to Heaven.

O processo contra o grupo britânico foi admitido em abril pelo juiz do distrito Gary Klausner em Los Angeles, que concluiu que havia suficientes similitudes entre a canção instrumental Taurus, criada pela banda Spirit, em 1968, e a música do Led Zeppelin, de 1971.

Em comunicado conjunto, o guitarrista Jimmy Page e o vocalista Robert Plant manifestaram satisfação pelo resultado do julgamento. "Estamos agradecidos pelo trabalho do júri e contentes por ditarem a sentença em nosso favor, dissipando as controvérsias sobre a origem de Stairway to Heaven e confirmando o que sabíamos há 45 anos. Agradecemos o apoio de nossos seguidores e desejamos deixar para trás este assunto legal", disseram na nota.

Whitesnake confirma sete shows no Brasil


O Whitesnake anunciou sete shows no Brasil em setembro. A banda liderada por David Coverdale passará por Porto Alegre, São Paulo (onde fará dois shows), Belo Horizonte, Brasília, Curitiba e Rio de Janeiro.

A Greatest Hits Tour relembra os maiores sucessos do grupo inglês. No palco, o vocalista Coverdale é acompanhado pelos guitarristas Reb Beach e Joel Hoekstra, o baixista Michael Devin, o baterista Tommy Aldridge e o tecladista Michele Luppi.

Abaixo as datas e locais confirmados:

Porto Alegre
20 de setembro
Pepsi on Stage - Av. Severo Dulius, 1995

São Paulo
22 e 23 de setembro
Citibank Hall SP – Av. das Nações Unidas, 17955 – Santo Amaro

Belo Horizonte25 de setembro
BH Hall – Av. Nossa Senhora do Carmo, 230 – São Pedro

Brasília

28 de setembro
Net Live - SHTN, Trecho 2, Conjunto 5, Lote A - Asa Norte

Curitiba
30 de setembro
Master Hall - R. Itajubá, 143

Rio de Janeiro
2 de outubro
Metropolitan – Av. Ayrton Senna, 3000 - Shopping Via Parque - Barra da Tijuca

Mais informações em www.ticketsforfun.com.br

domingo, 19 de junho de 2016

Marcelo D2, BNegão e Black Alien juntos de novo



"Mais vivos do que nunca" .... Não foi fácil passar a juventude nos anos 90 no Rio: polícia, cocaína, Comando Vermelho, Aids... Muitos dos nossos já se foram mas a gente, entre erros e acertos está aí mais vivos do que nunca". Foi sim que Marcelo D2 descreveu o reencontro do Planet Hemp com Black Alien, 15 anos depois da última vez que dividiram o mesmo palco.

A reunião aconteceu na madrugada deste domingo (19) durante o Festival João Rock, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Marcelo D2, BNegão e Black Alien cantaram juntos Contexto, músico do terceiro disco do Planet Hemp, A Invasão do Sagaz Homem Fumaça, de 2000. Se outros encontros virão, não nada certo, mas a reunião desta noite já foi suficiente para encher os fãs do Planet Hemp de alegria.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Pitty canta Novos Baianos em clipe inédito


A cantora Pitty divulgou nesta sexta-feira uma versão inédita da música “Dê Um Rolê”, dos Novos Baianos. A faixa faz parte do novo disco e DVD da baiana, Turnê Setevidas – Ao Vivo, com lançamento previsto para o Dia Mundial do Rock, 13 de julho.

“Essa música é desejo antigo, faz parte da minha história”, comenta Pitty sobre a cover, feita durante um show dela em Americana, no interior de São Paulo. “Lembro de ouvi-la desde criança na voz dos Novos Baianos, e essa ideia do ‘Eu sou amor, da cabeça aos pés’ sempre me marcou muito, a amplitude interpretativa dessa frase e a força dela.”

Dirigido por Otavio Sousa, Turnê Setevidas – Ao Vivo sai pelo selo Deck e traz o registro de um show de Pitty no Audio Club, em São Paulo.  Além do formato físico, o registro sairá digitalmente em qualidade superior ao DVD. O filme e seus extras poderão ser comprados pela internet com qualidade full HD e possibilidade de reprodução em smartphones e tablets, além de computadores.

Assista abaixo ao clipe de “Dê Um Rolê”.


Ian Paice do Deep Purple sofre derrame

O baterista do Deep Purple, Ian Paice, 67 anos, sofreu um derrame na última terça-feira, 14 de junho. Com isso, a banda cancelou as apresentações que faria esta semana em Estocolmo e Gothenburg.

Em comunicado nas redes sociais, o baterista explicou a dimensão do problema e seu estado de saúde. "Na manhã do dia 14 de junho, eu acordei e senti o lado direito do meu corpo anestesiado. Não conseguia controlar minha mão direita e meus dedos. Então, encaminhei-me para o hospital e foi diagnosticado que sofri um 'mini-derrame'. A equipe do hospital em Estocolmo foi maravilhosa e iniciaram o tratamento imediatamente. Estou muito esperançoso de recomeçar a turnê no próximo mês", afirmou o músico. O Deep Purple tinha shows programados para a Suécia e Dinamarca.

Ian Paice é o único músico da formação original do Deep Purple, criado em 1968 em Hertfordshire, na Inglaterra.O grupo ja esteve no Brasil sete vezes,tirando as turnes solos dos integrantes e dos ex-intregrantes. A última passagem do grupo em solo brasileiro foi em 2006, quando se apresentaram em Belo Horizonte, Vitória, São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro.

Torcemos pela melhora do mestre Paice. Abaixo o baterista em ação:


Red Hot Chili Peppers lança 1° clipe do novo álbum




O Red Hot Chili Peppers divulgou nesta quinta-feira o clipe de 'Dark Necessities', primeiro single do novo álbum, batizado de 'The Getaway', que será oficialmente lançado amanhã.

O clipe foi dirigido pela atriz Olivia Wilde e registra cenas que alternam a banda tocando dentro de uma casa bebendo e algumas garotas skatistas na rua.

Produzido por Danger Mouse e mixado por Nigel Godrich, The getaway é o primeiro disco da banda desde 2011, quando o Red Hot lançou o disco I'm with you.

Confira a tracklist revelada pela banda e abaixo o clipe de Dark Necessities:

01. The getaway
02. Dark necessities
03. We turn red
04. The longest wave
05. Goodbye angels
06. Sick love
07. Go robot
08. Feasting on the flowers
09. Detroit
10. This ticonderoga
11. Encore
12. The hunter
13. Dreams of a samuray

sábado, 4 de junho de 2016

“Quem você quer ver no Rock in Rio em 2017?”

“Quem você quer ver no Rock in Rio em 2017?”, essa é a pergunta feita pela organização do Rock in Rio por meio do site oficial. A enquete sugere algumas possibilidades sobre as possíveis atrações da próxima edição do festival, prevista para o ano que vem.

Ao todo são 24 alternativas internacionais disponíveis, onde o internauta pode escolher até 7 nomes, sendo que, 16 deles são representantes do rock ou têm alguma ligação com o estilo musical.

A lista tem os seguintes nomes: AC/DC com Axl Rose, Aerosmith, Black Sabbath, Bon Jovi, Coldplay, David Gilmour, Depeche Mode, Foo Fighters, Iron Maiden, Muse, Pearl Jam, Phil Collins, Red Hot Chili Peppers, Roger Waters, Rush e The Who.

Fora do rock, completam a lista de 24 alternativas os nomes badalados de Beyoncé, Black Eye Peas, Bruno Mars, Justin Bieber, Justin Timberlake, Maroon 5, Rihanna e Taylor Swift.

De acordo com a organização do festival, os nomes são para o Palco Mundo, o principal do Rock in Rio. No entanto os organizadores do festival deixam claro que a escolha das atrações passa por inúmeras frentes de informação e que a enquete é mais uma delas.

Ficou curioso? Quer participar? Clique aqui e deixe as suas sugestões. Não seria nada mau ter em uma mesma edição AC/DC com Axl Rose, Black Sabbath, David Gilmour, Iron Maiden, Pearl Jam e Red Hot Chili Peppers.

Iron Maiden lança clipe de Death Or Glory


O Iron Maiden lançou nesta sexta-feira, dia 3 de junho, o clipe da música Death Or Glory, do último álbum, The Book Of Souls. O clipe reúne imagens de shows, do público e momentos do back stage durante a turnê The Book Of Souls.

Confira!


Álbum de estreia de Rico Dalasam é liberado para download gratuito

Previsto para chegar às lojas na próxima semana, o primeiro disco do rapper paulista Rico Dalasam, batizado de Orgunga, foi liberado nesta sexta-feira (3) para download, no site da revista Rolling Stone Brasil.

O álbum de estreia de Dalasam traz oito faixas autorais e dá sucessão ao EP que lançou o rapper ao mundo, Modo Diverso, de 2015. O disco chegará às plataformas de streaming e também sairá, com lançamento independente, em formato físico.

terça-feira, 31 de maio de 2016

Salve Bonham!


Se estivesse vivo, John Henry Bonham, ou simplesmente John Bonham completaria hoje 68 anos. Onde existir um tambor, o legado, a técnica e o groove do mestre permanecerá sempre vivo.


domingo, 22 de maio de 2016

Descanse em paz, mestre Menza!

Morreu na madrugada deste sábado (21) o baterista Nick Menza, ex-Megadeth, aos 51 anos de idade. A notícia foi confirmada na página do músico no facebook. Segundo informações preliminares, ele teve uma parada cardíaca durante um show de sua atual banda, a OHM, em uma casa de shows na Califórnia. ‪#‎rip‬ ‪#‎nickmenza‬